Dicas e Soluções

Dicas sobre Eletrosserras e Motosserras:

•Nunca deixe o combustível na motosserra sem utilização por mais de 15 dias.
•Sempre veja a indicação de mistura correta do óleo no manual.
•Procure sempre usar o mesmo óleo, evite trocar de marca.
•Em hipótese alguma use óleo queimado para a corrente da motosserra. Isto pode danificá-la!
•Atente-se: motosserra para corte em árvores devem ser a partir de 38 cilindradas. Abaixo disso, somente para cortar lenhas e realizar trabalhos leves.
•A extensão para eletrosserra, nunca deve ultrapassar 15 metros. Caso contrário, a potência da rede de energia é perdida.
•Utilize equipamentos de proteção individual,como calças, botas de segurança, capacete com visor e proteção para ouvidos e luvas.
•Se você não for muito experiente, uma motosserra leve é mais fácil de usar.
•Não utilize as máquinas se algo apresentar qualquer tipo de defeito, procure alguém especializado para corrigir o problema.
•Faça verificações regularmente para aumentar o tempo de vida útil de seu equipamento.
•A utilização de forma incorreta pode ocasionar e acidentes graves.
•Não esqueça de ler atentamente o manual de instruções.
•Vista roupas mais justas, para que as mesmas não se prendam à serra.
•Primeiro, certifique-se de que o material a ser cortado está bem colocado sobre os suportes.
•Não é aconselhável cortá-los diretamente no chão, pois a serra pode raspar no solo e ser estragada.
•Verifique se a corrente de corte não está em contato com nada quando ligada à corrente elétrica.
•Segure a serra firmemente com as duas mãos. Mantenha o corpo afastado da corrente em movimento e tenha máximo cuidado ao cortar.
•Enquanto corta, mantenha crianças e ajudantes afastados, para evitar acidentes.
•Ao final do trabalho para evitar acidentes, ao desligar a eletrosserra retire da tomada de alimentação.

***********************************************************************************************************************************************************************

PRINCIPAIS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA PARA USO DE MOTOSSERRAS:

Com um conhecimento básico de sua motosserra e como a mesma deve ser usada, você poderá reduzir ou eliminar ações surpresas de rebote ou outras reações inesperadas. 

Você também poderá aumentar a vida útil de sua motosserra bem como dos acessórios de corte.

Antes de usar qualquer motosserra, leia todo o manual de operação e segurança fornecido pelo fabricante do equipamento

Não utilize uma motosserra quando estiver cansado, se tiver ingerido qualquer bebida alcoólica, ou se estiver tomando qualquer medicamento com ou sem prescrição médica

Usar botas de segurança, roupas confortáveis, luvas de proteção, protetor visual, auricular e capacete

Quando fazendo a operação de corte, segure a motosserra firmemente com as duas mãos, com os dedos ao redor das alças da motosserra.

Segure a motosserra com a mão direita na alça de trás (afogador) e com a mão esquerda na alça da frente, mesmo que você seja canhoto.

Segurar a motosserra com firmeza irá ajudá-lo a manter o controle da mesma no caso de rebote ou outras reações inesperadas. Mantenha as alças da motosserra secas, limpas e sem óleo para evitar que a mesma escorregue e até mesmo para garantir maior controle.

Motosserras foram feitas para funcionar em alta velocidade. Para um trabalho mais seguro e também para aumentar a produção e reduzir a fadiga, mantenha o equipamento em potência máxima durante a operação de corte.

Faça o corte sempre na posição lateral da árvore, fora do plano da corrente e da barra para reduzir o risco de ferimento no caso de perda de controle da motosserra

Carregar a motosserra com o motor desligado, com a barra e corrente posicionadas para trás e com o amortecedor distante do corpo.Quando carregando sua motosserra, sempre usar protetor de barra

Não fazer cortes acima da altura do ombro. É muito difícil controlar a motosserra em posições inadequadas.

Não operar uma motosserra em cima de uma árvore ou escada a menos que você tenha sido especialmente treinado e estiver equipado para fazê-lo. Existe o risco de você perder sua estabilidade devido a força empregada à motosserra ou ao movimento do material que está sendo cortado.

Algumas operações de corte exigem treinamento e habilidades especiais. Lembre-se, não há nada melhor que uma boa ponderação. Caso você estiver com alguma dúvida, entre em contato com um profissional.

Para evitar riscos de rebote, certifique-se de que não haja nenhuma obstrução a área em que você estiver trabalhando. Não deixe a ponta da barra bater numa tora, galho ou qualquer outro obstáculo enquanto você estiver com a motossera em operação. Não cortar próximo de cercas de arame ou em áreas onde haja sucata de arame.

Não comece cortar árvores até que você tenha uma área de trabalho limpa, solo firme e um espaço previamente planejado para a queda da árvore

Tenha cuidado no caso da madeira emperrar e prender a motosserra. A força de "impulso" que é aplicada no momento em que a corrente é prendida pode resultar em uma força de "tração" inesperada de sua parte quando tentando soltar a motosserra. Com esse movimento você poderá levar a motosserra em sua direção

Tenha muita cautela quando cortando pequenos arbustos ou árvores novas porque pequenos materiais podem bater na corrente e ser arremessados contra você ou tirar sua estabilidade.

Quando cortando um galho ou árvores novas que estejam abaixo de fios de alta tensão (poste), cuidado com choques, assim você não será afetado pelo galho ou pela motosserra quando a alta tensão for liberada

Não permita que a presença de pessoas perto da motosserra quando dando partida na mesma ou quando em funcionamento. Mantenha pessoas e animais longe da área de operação de corte.

Mantenha todas as partes do seu corpo longe da motosserra quando o motor estiver em funcionamento

Não manuseie uma motosserra que esteja danificada, ajustada incorretamente ou não esteja completamente montada. Certifique-se de que a corrente pára de movimentar-se quando a alavanca de controle de acionamento for acionado. Se você estiver com dúvidas quanto as condições mecânicas de sua motosserra, consulte seu revendedor

Siga corretamente as instruções de manutenção e afiação fornecidas pelo fabricante do equipamento. A afiação das correntes requer dois passos: a afiação do canto de corte e o ajuste do calibre de profundidade. Se tiver alguma dúvida fale com seu revendedor para maiores informações ou manutenção.

Usar somente barras e correntes especificadas pelo fabricante ou equivalentes. As barras e correntes influenciam não somente a performance como também o efeito de rebote.

Manter a tensão apropriada da corrente. Uma corrente frouxa pode sair fora da barra e vir a machucar o operador

Todos serviços de motosserra além dos itens mencionados no manual de manutenção do proprietário devem ser executados por pessoas experientes. A manutenção inadequada poderá danificar o equipamento e resultar em danos ao operador. Pro exemplo: caso ferramentas incorretas sejam utilizadas para remover ou para prender o volante para remover a embreagem, poderão ocorrer danos estruturais no volante e conseqüentemente causar a quebra do volante.

Tomar cuidado quando manuseando combustível. Colocar a motosserra pelo menos 10 pés distantes do ponto de lubrificação antes de dar a partida no motor. Não fumar enquanto estiver abastecendo a motosserra. Usar motosserras a gasolina somente em locais muito bem ventilados.

A corrente de corte foi feita única e exclusivamente para cortar madeira. Não use a corrente de corte para cortar outros materiais e nunca encoste a corrente em pedras ou em locais sujo durante a operação. Lembre-se, sua corrente está se movendo ha mais de 50 milhas por hora.

Em apenas um segundo de contato com pedra ou com o solo, os cortadores sofrerão um impacto 10 vezes maior.

Nunca force o corte com uma corrente frouxa. Quando ela está afiada, a corrente é feita para entrar na madeira por si só e precisa somente de uma leve pressão para fazer o corte eficientemente. Corrente frouxa produz uma poeira fina da madeira, um sinal garantido de que é a manutenção necessária.

Para aumentar a vida útil da sua barra e da corrente, mantenha uma tensão correta da corrente e use lubrificante de boa qualidade.

*********************************************************************************************************************************************************

DICAS DE USO PARA FERRAMENTAS ELÉTRICAS:

Todas as ferramentas elétricas como: furadeiras, serras mármore, serra tico-tico entre outras, podem se tornar muito perigosas se alguns cuidados não forem seguidos.

  • Embora os equipamentos possuam isolamento duplo pode haver a necessidade de serem  aterrados, se o equipamento for equipado com plug de três pinos, não retire o terceiro pino, caso não possua uma tomada com encaixe de três pinos, utilize um adaptador;
  • Mantenha todos os equipamentos de proteção no lugar correto e em boas condições;
  • Sua área de trabalho deve sempre estar limpa e organizada, pequenos entulhos podem acabar em graves acidentes;
  • Não utilize ferramentas elétricas em locais molhados ou úmidos, e evitar locais sem iluminação;
  • Quando terminar o uso, ou deixar o local de trabalho, guarde o equipamento em local seguro, longe do alcance de crianças;
  • Limpar o equipamento após o uso, se possível com ar comprimido ainda com a ferramenta ligada, para que eventuais partículas de agua decorrentes do compressor não venham á causar oxidação das partes internas de sua maquina, além de aumentar a vida útil da mesma;
  • Não forçar o equipamento na sua utilização, pois ele será muito mais efetivo sendo utilizado de maneira segura;
  • Nunca separe os fios do cabo elétrico, caso ele seja danificado ou cortado de alguma maneira, não tente repará-lo por conta própria. Entregue a uma assistência para que o reparo ou substituição seja feita com maior segurança;
  • Use todos os equipamentos de proteção como: óculos de segurança, luvas de borracha e vestuário apropriado para o trabalho, sem utilizar joias ou roupas largas, elas podem se prender nas peças moveis causando acidentes.
  • Não utilize as mãos para segurar o material que esta sendo trabalhado, utilize algum material indicado para prender como: garras, grampos, sargento entre outras. Utilizar as mãos poderá causar grandes acidentes;
  • Nunca se estique sobre o local de trabalho, tente manter uma postura equilibrada, trocando a posição caso necessária, segurança sempre em primeiro lugar;
  • Desligue a ferramenta elétrica quando não for utiliza-la, ou quando precisar trocar as peças;
  • Não desligue a ferramenta da tomada puxando-a pelo cabo, remova-o puxando direto no plug, mantenha o cabo longe do calor e materiais quentes ou cortantes;
  • Cuidado com partidas acidentais, nunca transite com a ferramenta conectada na tomada mantendo o dedo no gatilho;
  • Nunca desmonte por contra própria seu equipamento, se não tiver conhecimento técnico, leve a uma assistência técnica para que o reparo seja feito;

Conheça bem o seu equipamento, fazendo uso do manual de instrução onde se encontra suas aplicações e limitações, conheça os riscos em potencial relacionados à operação.

*********************************************************************************************************************************************************

QUAL A DIFERENÇA ENTRE UM MARTELETE E UMA FURADEIRA DE IMPACTO?
 
FURADEIRA DE IMPACTO:
→ Realiza furos principalmente através do giro, servindo para superfícies menos duras (o que é o normal em residências). As furadeiras tipo martelete geralmente possuem as duas funções (furadeira ou martelo), e na função martelo, além do giro, imprimem percussões que ajudam a furar superfícies mais duras (o som do furo é bem diferente).
Utilização: Alvenaria e concreto de baixa dureza para realizar furos.

MARTELETE
→ Martelete (conhecido como martelete rompedor), que geralmente é comprado por kilos, exemplo Martelete de 5 Kg, de 8Kg, de 10Kg, de 20Kg, e assim vai. Estes são especificamente para quebrar, apesar que os modelos menores (principalmente de 2 a 5Kg) costumam vir com a função de furação também. Daí que pode acabar sendo utilizado no meio comercial o termo “martelo perfurador”. Os martelos deste porte podem vir com ponteiras tipo brocas, ponteiros, ou talhadeiras, dependendo do uso.
Utilização: concreto de maior dureza, pedras para furos de vários tamanhos de diâmetro (respeitando o limite da máquina) e cinzelamento.(instaladores, montadores, reforma, retirada de revestimentos, demolição…).
Indicado o uso de marteletes para o usuário que necessita de produtividade e número alto de perfurações.

 

INFORMAÇÕES SOBRE CORRENTES E SABRES:

Fonte: Blount / Oregon®

 

  • Como eu afio minha corrente?
  • Antes de afiar, limpe a corrente e faça uma pequena análise da mesma, verificando se não precisa trocar algum componente (elos ou cortadores quebrados) ou se não há rebites frouxos ou "sem cabeça". Se necessário, troque os componentes quebrados ou, se eles forem muitos, refugue toda a corrente. Seguindo os passos relacionados abaixo, com certeza teremos uma ótima afiação:

    1. Certifique de ter a lima e o porta-limas no tamanho correto. Cada corrente necessita de um diâmetro de lima específico;

     2. É importante que 1/5 ou 20% do diâmetro da lima esteja sempre mantida acima da placa superior do cortador. Usando um porta-limas correto, manter a lima nesta posição se torna muito mais fácil.

    file cutterfile guide

     

    3. Mantenha a linha do ângulo de afiação da placa superior, paralela com a corrente. Muitos cortadores possuem uma marca estampada próximo da extremidade traseira da placa superior que pode também ser usada como guia para o ângulo de afiação.

    file direction

                                 

    4. Afiar primeiramente os cortadores de um lado da corrente. Afiar de dentro para fora. Depois vire a corrente e repita o processo para os cortadores do outro lado da corrente.

    file direction file direction

     

    5.      Caso seja observado algum dano na superfície do cromo das placas superiores ou laterais, afie os cortadores até que este dano seja completamente removido.

    worn cutter

    6.      Mantenha todos os cortadores iguais. Comece pelo cortador que estiver mais danificado e afie todos os outros cortadores deixando-os iguais.

    top plate same

     

     

  • Como eu rebaixo as guias de profundidade?

Primeiro é necessário verificar se há a necessidade de se rebaixar as guias de profundidade ou não. Nem toda afiação, exige o rebaixamento. Depois de afiar a corrente, verificamos, com a ajuda de um calibrador de guias de profundidade, se precisamos rebaixá-la. As correntes possuem um número estampado bem ao lado da guia de profundidade ou rampa de segurança que indica a medida e, com isso, o calibrador ideal para sua corrente. Mostraremos uma seqüência de passos e figuras que lhe ajudarão neste trabalho:

1. Utilize sempre o calibrador correto e recomendado para sua corrente. Caso ainda não saiba, verifique na embalagem da sua corrente, no catálogo ou com o seu revendedor. Lembre-se que a calibragem incorreta da guia de profundidade possibilitará várias desconformidades no corte, além de desgaste prematuro de todo conjunto de corte. Por experiência, podemos dizer que as guias de profundidade só costumam ser rebaixadas depois da terceira ou quarta afiação. Isso não é uma regra, serve apenas como informação.

depth gauge

2. Coloque o calibrador na parte superior de sua corrente, acomodando-o sobre as placas superiores dos cortadores, de forma com que a guia de profundidade a ser calibrada se projete através da ranhura na ponta do mesmo. Só será necessário rebaixar a guia de profundidade, caso ela ultrapasse a ranhura do calibrador. O excedente deve ser retirado com uma lima chata. Em seguida, ainda com a lima chata, arredonde a parte frontal da guia de profundidade, retirando cantos vivos ou "bicos" que normalmente aparecem com o rebaixamento das guias.

file depth gauge

 

 

  • Que ângulo devo afiar minha corrente?

Cada tipo e modelo de corrente exige ângulos de afiação específicos. Siga as recomendações do fabricante. Verifique na embalagem da corrente ou contate seu revendedor para maiores esclarecimentos. Disponibilizamos neste site alguns canais de contato direto com a nossa fábrica. Se necessário, nos consulte. 

                                         

  • O que é "calibre" da corrente?
    Mede-se o calibre de uma corrente pela espessura da base do seu elo de tração, que é a parte que encaixa nos trilhos da canaleta da barra. Devido a isso, o calibre da corrente e da canaleta da barra, devem ser iguais. As correntes e barra possuem vários calibres, tais como: .050”,.058”, 063”, etc.
     
    faq  
    drive linkbar groove
 
  • Como eu sei qual o tamanho da minha barra?

Ao contrário do que se pensa, o comprimento da barra não é a medida total da mesma, de uma extremidade à outra. Para obter o comprimento da barra em polegadas, devemos medir a distância entre a ponta da mesma até a carcaça da motosserra, arredondando para a polegada mais próxima..

bar length

 

  • Como eu sei quando minha corrente está cega e quando eu devo afiá-la?

    É fácil identificar uma corrente que necessita de afiação. Uma maneira é analisando o cavaco provocado por seu corte. Quando bem afiada, a corrente produz  cavacos mais uniformes e regulares, parecidos com pequenas lascas de madeira. Quando cega, a corrente produz uma serragem muito fina, algo próximo a um pó de madeira. Também notamos que a corrente não está cortando bem, quando se precisa empurrar a motosserra para conseguir cortar a madeira. A corrente bem afiada não exige tanto esforço do operador, nem da máquina. Lembrando que outro fator que implica no tamanho e na forma dos cavacos de madeira é a calibragem da guia de profundidade. Quando calibrada, o cavaco é uniforme e regular. Quando não, o cavaco vira pó.

    worn cutter

 

  • Corte inclinado: por que minha corrente prende ou corta puxando para o lado?

    Muitas coisas podem fazer com que a corrente puxe ou prenda de um lado. A seguir estão as causas e soluções:

    placa superior do cortador é a que mais pode levar uma corrente a fazer um corte inclinado. É importante, na manutenção e na afiação de correntes, manter todas as placas superiores dos cortadores com o mesmo comprimento, ou muito próximo disso.

    dull cutterstop plates

    Corrente cega possui cortadores danificados por pedras ou mal afiados (sem ponta de ataque) e que também podem fazer com que a mesma provoque um corte inclinado. É importante consertar, ou afiar novamente, todos cortadores antes de começar a operação de corte. Cortar com uma corrente cega, além de correr o risco do corte incllinado, acelera o gasto da barra e da corrente, diminuindo assim, a vida útil de todo conjunto de corte.

     

    Ajustes da guia de profundidade dos cortadores de um lado diferentes às do outro. Deve-se manter todas as guias de profundidade, tanto dos cortadores do lado esquerdo como os do lado direito, calibradas, mantendo seu desenho próximo ao original, arredondando a ponta quadrada provocada pela lima chata. Isso, além de ajudar a evitar o corte inclinado,  preservará a "aerodinâmica" da corrente e diminuirá a possibilidade de rebote.

    depth gauge depth gauge

    Ângulos diferentes das placas superiores dos cortadores esquerdos com relação aos do lado direito. Os ângulos utilizados na afiação dos cortadores de um lado, devem ser repetidos ao se afiar os cortadores do lado oposto. Exemplo: se, ao afiar sua corrente, o ângulo das placas superiores dos cortadores do lado esquerdo for de 25º, as placas superiores dos cortadores do lado direito deverão ser afiadas com o mesmo ângulo de 25º.

    tp angle

    Canaleta da barra muito gasta também provoca corte inclinado. Uma barra com a canaleta muito gasta, que não permite mais reparos, pois não tem mais profundidade suficiente para isso, não acomoda mais a corrente de maneira correta. Por causa disso, a corrente deslizará sobre a canaleta da barra sem apoio lateral, desbalanceando e puxando o corte para o lado. Nestas situações encontramos os principais casos de empenamento de barras

    bar guide

 

  • Devo tomar alguns cuidados especiais com uma corrente nova?

    Sim. Seguindo um simples procedimento de utilização e manutenção, você pode aumentar a vida útil, não só de sua corrente nova, mas também de todo o conjunto de corte. Vamos a ele: 

    1.      Sempre que possível, deixar a corrente descansar em recipiente com óleo. O óleo é tão vital para a corrente, como a água para o homem. Evite deixá-la pendurada ou exposta sem lubrificação. O objetivo é fazer com que o óleo penetre em todos os componentes da corrente. Apesar de ser fabricada em aço especial e ter sofrido banho de cromo em algumas partes , toda corrente está sujeita à oxidação.

    oil pan

    2.      Nunca coloque uma corrente nova em um pinhão muito gasto. Normalmente, constatamos que a maioria dos usuários, substituem o sistema de transmissão a cada duas trocas de corrente. Porém, isso não é uma regra, serve apenas como informação. Caso constate muito desgaste na transmissão, evite utilizar corrente nova.

    rim spur

    3.      Tencionar a corrente de maneira correta, conforme recomendado (ver tensão da corrente).

    4.      Funcione a corrente nova  com pouca aceleração por alguns minutos antes de começar qualquer corte. Isto faz com que haja lubrificação e "aquecimento" de todo o conjunto de corte antes de iniciar o trabalho. 

    oil and chainsaw

    5.      Durante o trabalho, programe-se para fazer paradas para checagem de todo equipamento. Sempre verifique a tensão da corrente, desligando o motor e esperando cerca de 15 minutos até o conjunto de corte esfriar. 

    tighten chain

    6.      Procure iniciar o trabalho com cortes leves, lubrificando bem o conjunto de corte e não coloque muita pressão. Lembre-se, se for necessário utilizar muito esforço, é sinal de corrente mal afiada. Sempre verificar a tensão da corrente durante, pelo menos,  a primeira hora de trabalho.

log saw

  • Com que freqüência e qual tipo de lubrificante devo usar em minha motosserra?

Mantenha o sistema de lubrificação de sua motosserra abastecido com lubrificante limpo, específico para o conjunto de corte. Certifique-se de que sua corrente, barra e pinhão estão sempre recebendo lubrificação durante a operação de corte. Sempre verifique visualmente se a corrente está lubrificada, ou se está espirrando óleo pela ponta da barra. Preencha o reservatório de óleo lubrificante a cada vez que você encher o tanque de combustível. Evite usar óleo queimado, filtrado ou recondicionado. Esses óleos já foram utilizados e, por isso, contém cristais de carbono que, além de não lubrificar, agem ao contrário, criando certa abrasividade no contato entre corrente e barra. Lembrando que tais cristais não são eliminados nos processos de recuperação do óleo, tais como o recondicionamento ou a filtragem.

oil and chainsaw

  • O que é "passo" da corrente?

O passo da corrente é a distância consecutiva, medida em polegadas, entre três rebites e dividida por dois. A corrente feita em vários passos: 1/4", é o menor (não comercializado no Brasil), 3/8”, que é o mais popular, .404” e 3/4", o maior. Outras peças do conjunto de corte são relacionadas ao passo. O pinhão, ou coroa, deve ser do mesmo passo que a corrente, assim como as barras de ponta rolante ou substituível.

pitch

 

  • O que é "rebote"?

Rebote, ou golpe de retrocesso, como o próprio nome diz, é um movimento brusco da motosserra para trás, fazendo com que a máquina venha ao encontro de seu operador. Ocorre quando a ponta da barra atinge, acidentalmente ou por despreparo do operador, em algo, tal como uma tora ou galho, que geralmente ficam a frente da madeira que está sendo cortada. Pode acontecer também, uma outra forma de rebote. Quando a madeira prende a barra durante o corte e, na tentativa de retirá-la, o operador usa muita força, além da necessária, e traz a motosserra ao seu encontro.

kickback

  • Quando tempo deve durar o pinhão da motosserra?

Não há como estimar tempo para vida útil dos componentes do conjunto de corte, pois existem várias circunstâncias que podem interferir nisso, tais como: tipo de trabalho, volume e qualidade de óleo lubrificante, boa manutenção e utilização, etc. Deve-se ter em mente que o importante é não trabalhar com uma corrente nova com um pinhão gasto. Geralmente, os usuários nos têm informado que substituem os sistemas de transmissão (coroa / pinhão) a cada duas trocas de correntes. Porém, isso não é uma regra. Serve apenas como informação.

sprocket 
 

  • Como eu meço o comprimento de minha corrente?

O comprimento, ou "loop" de sua corrente é determinado pela quantidade de elos de tração contidos na mesma. Utiliza-se também a contagem dos cortadores para determinar um loop de corrente. As duas maneiras são corretas e funcionam muito bem. Apenas deve ser observada a seguinte relação: o número de elos de tração é o dobro do número de cortadores. Exemplo: uma corrente com 84 elos de tração, possui 42 cortadores. 

chain length

 

  • O quanto devo tensionar minha corrente?

Para uma barra de ponta pinhão, tensione a corrente através do parafuso tensionador da sua motosserra, até que a parte inferior dos elos de união e dos cortadores encostem nos trilhos da canaleta inferior da barra. Em seguida, gire o parafuso 1/4 de volta. Teste o tensionamento para certificar-se que a corrente está bem ajustada à barra. O teste pode ser efetuado da seguinte maneira: depois de pressionar a corrente ao longo da parte inferior da barra, puxe para baixo e solte. A corrente deve voltar à posição original, tocando firmemente a parte inferior da canaleta da barra .

 

Para barra de ponta dura, gire o parafuso tensionador da motosserra até que a base dos elos de união e dos cortadores encostem nos trilhos da barra. Pode ser feito o mesmo teste mencionado para a barra de ponta rolante, porém a tensão da corrente em uma barra de ponta dura deve ser ajustada com um pouco mais de folga que em barras de ponta pinhão.

 

 

ATENÇÃO:

NUNCA TENSIONE A CORRENTE ENQUANTO O CONJUNTO DE CORTE ESTIVER QUENTE! ESPERE PELO MENOS 15 MINUTOS OU O TEMPO NECESSÁRIO ATÉ QUE O MESMO ESFRIE.

slack chain tight chain

 

 

 

 

 

Sobre a loja

A MáximaShop é uma empresa especializada em vendas online de peças de reposição e acessórios. Visando sempre atender com qualidade e transparência, nossa missão é oferecer produtos adequados às atualizações constantes do mercado. Possuímos itens diversificados, com qualidade e excelente custo benefício. Com a Máxima, você pode contar sempre com a confiabilidade e solidez de uma empresa profissional e especializada.

Pague com
  • PagHiper
Selos

MaximaShop.Com Comercial Eireli - CNPJ: 15.392.064/0001-52 © Todos os direitos reservados. 2020

Fale Conosco pelo WhatsApp